terça-feira, 7 de julho de 2009

Assim não ajuda...

Quando eu estava achando que ia parar de reclamar da família, vêm um final de semana prolongado cheio de problemas, e aqui estou de novo. (Antes que digam que eu só reclamo, acho isso importante para as novas au pair saberem o que podem encontrar por aqui.)

A família foi viajar na sexta, feliz e saltitante e eu recebi algumas amigas aqui para passar o 4th july. Me pediram para cuidar do cachorro, eu aceitei. O vizinho deixou um hamster aqui enquanto ele viaja, isso eu não aceitei!

Tenho pavor desse tipo de bicho, e deixei isso claro para minha host antes do amiguinho aparecer. Quando perguntei se eu precisaria alimentá-lo, ela arregalou os olhos e soltou um desesperado NOOOOOO!!!! Contei meu pavor, e ela riu e disse que não teria problema algum o bicho ficar sem comer um dia. (Lembrem bem disso!)

Na sexta de manhã fui visitar umas cavernas no Shenandoah Valley e sai antes deles que estavam empacotando algumas groceries para não comerem fora durante a viagem. Entrei no carro e a mulher me pergunta se volterei cedo, disse que não sabia, e ela respondeu: É por causa do cachorro! (Como assim?! Falei que alimentaria a dog, não que faria um baby sitter para ela!).

Fingi que tudo bem e fui vistar as cavernas que se entra por uma porta de madeira, desce até o fundo dela por escadas e anda em chão de tijolinhos! Coisa de americano! E eu achando que ia para uma aventura... Mas não posso negar que as cavernas são muito lindas. Compensou as 20 doletas!

Cheguei em casa morta de fome, abri a geladeira e... surpresa! Estaria totalmente vazia se não fossem os resto dos janteres anteriores (com muita carne, diga-se de passagem). Mandei para dentro umas fatias de pizza de queijo e fui no mercado comprar o básico do básico para sobreviver no fim de semana (UM litro de suco, UM pacote de alface, UMA caixa de morango e UM pacote de pão)

Eles sabem que sou vegetariana, sabem exatamente o que eu como e o que não como, já que meu cardápio não varia muito, e mesmo assim não deixaram um ovo, uma fatia de pão se quer, uma gota de suco, uma folha de alface... nada! Esse excesso de 'I don't care' me deixou profundamente irritada!

Mas minhas amigas estavam chegando, sabia que me divertiria aos montes, e de fato me diverti, então deixei isso prá lá. Até que sábado de manhã liga a host no meu celular. Primeiro pensei 'caramba, nem quando ela viaja ela para de ligar!', mas atendi né, vai que é emergência.

Adivinha o que ela queria? Que eu colocasse comida para p**** do rato! Claro! E o pior: ela perguntou se estava tudo bem, se eu estava em casa, se minhas amigas estavam comigo e só depois pediu para eu fazer o que tinha falado que não seria necessário. E ainda adicionou, só para piorar a situação: 'Sei que você tem medo, mas suas amigas podem fazer isso né?'

Não é o fim da picada? Pelo menos só fez cara feia quando dei o recipo do mercado, mas pagou quietinha...

10 comentários:

Juliana disse...

Oi Paula, e a Ju

Nossa meu que absurdo, a sua host e muito folgadaaaaaaaaaaa

Bjs

Laii disse...

eii paula,sempre tava por aqui dando uma olhadinha,até te adc no msn..agora resolvi fazer um pra mim..mas ainda estou aprendendo a mexer!rsrsrs
bjo
nooossa,pelo menos vc deu comida pro rato,se fosse eu deixaria morrer(um dia ele nao ia morrar,rsrrsrs)

Simone Francêz disse...

Aff ..

Eh isso mesmo ..sou Au pair por 2 meses só e já tenho uns bocados de coisas irritantes para contar ...

Boa Sorte !

Simone Francêz disse...

acho q eu nem ficaria na casa , sabendo q tinha um rato lá ...muito menos dar comida ...

Qdo ela chegasse , ia estar o rato e a au pair mortos ..ai credo

Fernanda Daniele disse...

Aiqueodio!!!!!!
Povo folgado ô meu!
Paciência, paciência

Rúbia Fuga disse...

Nossa!!! Que ódio...e que sacanagem não deixar as coisas para vocÊ comer...mas gostei do que você fez...dar a notinha pra ela...boa dica!!!
Beijos

Bela Au pair disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bela Au pair disse...

Oi Paulinha,

Eu sai da outra familia, pq eu nao podia ficar mais no programa depois de julho e eles nao queriam sair da agencia, entao em comum acordo (abril chegou a nova au pair e maio eu comecei em outra) para processo de adaptacao tanto para mim como para a nova au pair. Caso algo desse errado, eu ainda tinha a possibilidade de voltar para la ate o programa acabar. Por providencia Divina, eu achei uma familia que iria sair do programa na mesma epoca que eu. Dai vc ja sabe do restante da novela...hehe

Obrigada pela companhia la no meu bloguinho!!!

BJAO

Mári disse...

Olá Paulinha!
Imagino que deve ser bem difícil conviver com pessoas de hábitos tão diferentes, como você mesma escreveu num post anterior sobre higiene... pense pelo lado de que agora você pode dizer com propriedade: os americanos são uns porcos!
Ninguém te contou, você que viveu e sobreviveu. Não é mesmo?
Um abraço!

Jüca Araújo disse...

Meldels! Que nojenta a mulher!